Lobão diz que Brasil e Peru vão construir até 15 hidrelétricas

segunda-feira, 19 de maio de 2008 16:45 BRT
 

BRASÍLIA, 19 de maio (Reuters) - Os governos do Brasil e do Peru estão negociando a construção de até 15 usinas hidrelétricas em território peruano, informou nesta segunda-feira o ministro de Minas e Energia brasileiro, Edison Lobão.

Segundo ele, grande parte da energia resultante desses empreendimentos será enviada ao Brasil.

Lobão afirmou a jornalistas em Brasília, após o final do leilão de concessão da usina de Jirau, que já foi fechado um acordo com o governo do Peru para a construção de uma primeira hidrelétrica, com capacidade instalada de 1.400 megawatts.

A construção de outras 14 hidrelétricas constam de um protocolo de entendimentos assinado entre os países.

"Toda essa energia será destinada ao abastecimento do Brasil", disse o ministro.

O Brasil está negociando com vários países da América do Sul acordos para construção conjunta de usinas, buscando aliviar os problemas de escassez de energia.

Em fevereiro, Lobão anunciou que o Brasil estava negociando a construção de três usinas hidrelétricas com a Argentina e duas com a Bolívia.

(Reportagem de Isabel Versiani; Edição de Marcelo Teixeira)