Incêndio atinge gabinete cerimonial de Cheney

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007 18:59 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - Um incêndio danificou na quarta-feira o prédio onde fica o gabinete cerimonial do vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, nos arredores da Casa Branca, obrigando mais de mil funcionários públicos a deixarem o local.

Na hora do incidente no edifício Eisenhower, Cheney estava na Casa Branca com o presidente George W. Bush recebendo as informações matinais de inteligência, segundo fontes oficiais.

Uma espessa fumaça preta saía do segundo andar da desajeitada estrutura de granito, que é parte do complexo da Casa Branca e fica diante da Ala Oeste da mansão presidencial.

Os bombeiros rapidamente controlaram o incêndio, que está sendo investigado.

"Parece que foi uma sala elétrica, um armário ou uma caixa de telefone", disse a porta-voz da Casa Branca Dana Perino.

O bombeiro Alan Etter afirmou não haver indício de terrorismo.

Depois que o fogo foi controlado, Bush e Cheney apareceram para agradecer aos bombeiros ao lado de um caminhão estacionado junto à Ala Oeste.

Cheney usa o gabinete cerimonial para receber dignitários estrangeiros e fazer grandes reuniões. As chamas propriamente ditas não atingiram o local, que entretanto ficou danificado por causa da fumaça e da água, segundo Megan Mitchell, porta-voz de Cheney, que normalmente despacha na Casa Branca. A fumaça chegou ao quinto andar do prédio.

O prédio foi construído entre 1871 e 1888. Abriga também o Conselho de Segurança Nacional e o Escritório de Gerenciamento e Orçamento, bem como alguns assessores de alto escalão.

(Reportagem de Caren Bohan, Matt Spetalnick e Toby Zakaria)