Dólar fecha em queda com fluxo e volatilidade externa

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007 16:36 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda nesta quarta-feira, quebrando uma série de cinco valorizações consecutivas, influenciado pelo fluxo de entrada em dia de grande volatilidade dos mercados externos.

A moeda norte-americana caiu 0,66 por cento, para 1,802 real. No mês, porém, o dólar ainda acumula valorização de 0,45 por cento.

"Apesar de o fluxo não ser intenso, ele está positivo" e pressiona a moeda, disse Sidnei Nehme, diretor-executivo da NGO Corretora, acrescentando que a baixa liquidez, devido aos feriados de fim de ano, dá mais influência ao fluxo.

Nesta quarta-feira, o Banco Central divulgou que o fluxo cambial de dezembro está positivo em 6,87 bilhões de dólares até o dia 18. Em novembro, o fluxo ficou positivo em 5,28 bilhões de dólares.

Apesar de ter caído durante todo o dia, o dólar foi influenciado por um dia volátil no exterior. O leilão de 20 bilhões de dólares do Federal Reserve na segunda-feira e o anúncio do Morgan Stanley sobre o aporte de 5 bilhões de dólares de um fundo da China amenizaram algumas preocupações dos mercados acionários, mas não foram suficientes para sustentar o bom humor por muito tempo.

À tarde, as bolsas em Nova York operavam em queda, após passar parte do dia em terreno positivo.

Mas o cenário geral ainda é de cautela.

"(O mercado está) muito indefinido... todo mundo está esperando, procurando" alguma definição, resumiu Reinaldo Bonfim, diretor da Pioneer Corretora.

Na metade da sessão, o BC realizou um leilão de compra de dólares e definiu taxa de corte a 1,8031 real.

(Reportagem de Fabio Gehrke)