JURO-Projeções recuam, mas taxas longas continuam acima de 12%

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007 16:21 BRST
 

SÃO PAULO, 19 de dezembro (Reuters) - As projeções de juros negociadas na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) recuaram nesta quarta-feira de agenda fraca de indicadores.

Ainda assim, as taxas a partir dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) de meados de 2009 mantiveram-se acima de 12 por cento ao ano.

Investidores aguardam com atenção uma série de dados que serão divulgados na quinta-feira, como o IPCA-15 do ano, no Brasil, e a leitura final do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano do terceiro trimestre.

Os contratos de DI mais negociados foram, mais uma vez, os que embutem projeções para o final de 2009. O DI janeiro de 2010 caiu de 12,54 para 12,47 por cento ao ano.

O DI janeiro de 2009 recuou de 11,92 para 11,88 por cento.

No mercado aberto, o Banco Central recolheu 27,33 bilhões de reais por um dia. Os recursos serão remunerados a taxa equivalente a 11,20 por cento ao ano.

(Texto de Daniela Machado; Edição de Renato Andrade)