China planeja reduzir estoques de minério de ferro em portos

terça-feira, 20 de maio de 2008 07:56 BRT
 

Por Alfred Cang e Nao Nakanishi

XANGAI/HONG KONG (Reuters) - A China planeja reduzir estoques recordes de minério de ferro em seus portos, afirmaram fontes da indústria nesta terça-feira. O plano pode ajudar a reduzir os preços domésticos e fortalecer o poder de barganha do país diante de mineradoras australianas.

Representantes do setor afirmam que os estoques de minério de ferro em portos chineses subiram para cerca de 62 milhões de toneladas no final de abril, com importações do mês passado alcançando 42,85 milhões de toneladas, maior nível mensal já registrado.

"O congestionamento nos portos são severos. Não há espaço para minério de ferro nos portos", informou um operador de minério de ferro em Pequim. "Os estoques nos portos são os maiores na história."

Pequim está considerando aumentar as tarifas de armazenagem, introduzir um tempo limite para que o minério de ferro fique nos portos e exigir de siderúrgicas que adiem carregamentos de minério para junho para a redução dos estoques nos portos, disseram fontes da indústria.

"Para aqueles carregamentos de minério de ferro que ainda estão esperando para desembarcar no porto o governo vai para que sejam descarregados em armazéns fora dos portos e passar pela alfândega", informou um operador de uma corretora estatal.

Representantes do governo não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

Uma torrente de minério estocado nos portos para o mercado doméstico deve levar a uma redução nos preços no mercado à vista em um momento em que siderúrgicas chinesas e as mineradoras australianas BHP Billito e Rio Tinto negociam preços de contrato da commodity.

"Isso não se trata de tarifas de frete. Isso se trata de a China comprar minério de ferro em termos à vista ou sob contrato", disse uma fonte de uma corretora internacional que pediu para não ser identificada.   Continuação...