CÂMBIO-Dólar opera em alta após desânimo com inflação nos EUA

terça-feira, 20 de maio de 2008 10:29 BRT
 

SÃO PAULO, 20 de maio (Reuters) - O dólar operava em alta nesta terça-feira, acompanhando a reação negativa no exterior a dados de inflação nos Estados Unidos. O comportamento do fluxo, no entanto, deve influenciar a taxa de câmbio ao longo do dia.

Às 10h28, a moeda norte-americana BRBY era cotada a 1,655 real, em alta de 0,30 por cento.

"O dólar subiu um pouco depois do número do PPI lá fora", disse Jorge Knauer, gerente de câmbio do banco Prosper, no Rio de Janeiro, sobre a inflação no atacado dos Estados Unidos.

O índice de preços no atacado subiu 0,2 por cento em abril, menos do que o esperado por analistas. Mas o núcleo do índice, que exclui os mais voláteis preços de energia e alimentos, teve a maior alta anual desde dezembro de 1991, o que desanimou as bolsas.

"Mas nada que indique nenhuma tendência, pelo menos por enquanto", ressalvou. "O mercado está com pouquíssimo volume de negócio nesse momento. Qualquer operação que entre vai fazer preço", acrescentou, apontando a influência do fluxo de negócios.

O mercado vai monitorar ainda, segundo Knauer, as notícias sobre uma eventual elevação do Brasil a grau de investimento pela agência Fitch. Na semana passada, a aposta de muitos agentes de que a promoção viria em breve ajudou a devolver o dólar ao patamar visto no começo de 1999.

Analistas do banco BNP Paribas escreveram em relatório que a possível elevação do Brasil pela Fitch já está precificada nos ativos locais. Para eles, as notícias recentes indicam que a decisão, "mais cedo ou mais tarde", deve vir.

(Reportagem de Silvio Cascione; Edição de Alexandre Caverni)