Obama se reúne com presidente afegão em Cabul

domingo, 20 de julho de 2008 09:20 BRT
 

Por Jon Hemming

CABUL (Reuters) - O candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, se reuniu com o presidente afegão, Hamid Karzai, em Cabul no domingo, no segundo dia de sua visita ao Afeganistão, que tem o objetivo de melhorar as credenciais do senador em política externa.

Obama já criticou Karzai, que lidera o Afeganistão desde que tropas lideradas pelos EUA tiraram o grupo islâmico Talibã do poder, em 2001, mas disse que sua intenção na viagem é mais ouvir do que enviar mensagens duras.

O democrata, que faz a viagem como parte de uma delegação de parlamentares, estava no fortemente guardado palácio presidencial afegão na capital Cabul e almoçava com Karzai, de acordo com uma autoridade palaciana.

O senador por Illinois também visitará Iraque, Jordânia, Israel, Alemanha, França e Grã-Bretanha em uma série de viagens ao exterior que, ele espera, responderá às críticas de republicanos que o acusam de não ter a experiência necessária para ser comandante-chefe das Forças Armadas.

Na semana passada, Obama criticou o presidente afegão em entrevista à CNN. "Acho que o governo Karzai não saiu do bunker para ajudar a organizar o Afeganistão, seu governo, seu judiciário, as forças policiais de maneira que desse confiança ao povo. Então há muitos problemas lá", disse.

Mas quando foi questionado se pretendia falar com dureza com Karzai e com o primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki, Obama respondeu: "Estou mais interessado em ouvir do que em conversar muito".

"E acho que é muito importante reconhecer que vou para lá como um senador norte-americano. Temos um presidente de cada vez e é trabalho do presidente mandar essas mensagens."

REUTERS ES