ANÁLISE-Commodities despencam com corrida para fazer dinheiro

quinta-feira, 20 de março de 2008 13:23 BRT
 

Por Pratima Desai

LONDRES, 20 de março (Reuters) - Os preços das commodities tiveram mais uma queda generalizada na quinta-feira, com investidores correndo realizar lucros após uma série de recordes de alta neste ano.

Os preços do ouro atingiram o menor patamar em um mês conforme traders, de olho em um dólar mais firme, embolsaram seus ganhos para pagar as perdas em outros mercados, enquanto o petróleo e metais industriais caíram com as preocupações sobre o panorama da demanda.

O ouro à vista XAU= caiu para 904,65 dólares a onça troy, nível visto pela última vez em 18 de fevereiro, uma queda de mais de 100 dólares desde que o metal atingiu a alta recorde de 1.030,80 dólares na segunda-feira.

Gerentes de fundos disseram que o motivo das vendas nesta semana pode ter sido a decisão do Federal Reserve de redudir a taxa de juros dos Estados Unidos em apenas 0,75 ponto percentual, para 2,25 por cento, ante esperanças de corte de um ponto.

Isso ajudou a impulsionar o dólar, que ganhou quase 3 por cento ante o euro desde terça-feira. A recuperação do dólar depois de baixas recordes em relação ao euro surpreendeu alguns que esperavam níveis acima de 1,60 dólar contra o euro.

A melhora do dólar torna as commodities negociadas nesta moeda mais caras para os que agem em outras moedas. Sua queda neste ano havia sido um dos motivos para a alta nos preços das commodities.

"As pessoas foram muito bem em commodities e podem estar indo mal em outros lugares", disse Ian Morley, executivo-chefe do Dawnay Day Brokers.

"Não ficaria surpreso se eles estiverem embolsando os lucros e fugindo da cobrança de margens nas bolsas... Os preços no longo prazo podem subir, mas a recente alta tem sido especulativa e ficamos sem fundamentos para explicá-la".   Continuação...