ATUALIZA-Brasil deixará no exterior parte de dólares do pré-sal

quarta-feira, 20 de agosto de 2008 13:27 BRT
 

(Texto atualizado com mais declarações do ministro da Fazenda)

BRASÍLIA, 20 de agosto (Reuters) - O governo pretende deixar parte dos recursos que serão arrecadados com o petróleo do pré-sal no exterior para evitar um estímulo à inflação e uma valorização excessiva do real, afirmou o ministro da Fazenda, Guido Mantega, nesta quarta-feira.

"O Brasil vai fazer como outros países já fizeram e não vai colocar dentro do país todos os dólares que ele auferir (com o pré-sal)", disse o ministro a jornalistas após encontro com o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP).

Ele acrescentou que a preocupação é evitar o fenômeno conhecido como "doença holandesa", quando a elevação das exportações de uma commodity acaba sobrevalorizando a moeda nacional, prejudicando as exportações de outros produtos e dificultando a competição da indústria nacional com os importados.

Mantega frisou que uma comissão do governo estuda detalhes da formatação do modelo de exploração do pré-sal e que ainda apresentaraáas alternativas. Ele negou que já tenha sido batido o martelo em torno da decisão de se criar uma nova estatal para tratar do pré-sal.

"O governo ainda não decidiu como fará a gestão dessa riqueza imensa que está no subsolo brasileiro", afirmou o ministro.

"Uma coisa é certa, esta riqueza será utilizada não em benefício da empresa A, B ou C, mesmo que seja uma empresa estatal. Essa riqueza é de todo o povo brasileiro."

  Continuação...