Crescimento da telefonia móvel européia desacelera em 2007

quinta-feira, 20 de março de 2008 15:19 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A Nokia Oyj anunciou na quinta-feira que o crescimento no mercado europeu de telefonia móvel caiu a três por cento em 2007, ante um índice de crescimento de 16 por cento no ano anterior.

As estimativas da maior fabricante mundial de celulares, em documento apresentado às autoridades regulatórias dos Estados Unidos, surgiram um dia depois que a rival de menor porte Sony Ericsson alegou desaceleração no crescimento da Europa e lançou alerta de que seu lucro deve cair à metade no trimestre em curso.

A Sony Ericsson é uma joint venture entre a Sony e a Ericsson .

A Nokia também anunciou desaceleração no crescimento no Oriente Médio e África de 68 por cento em 2006 para 19 por cento. O crescimento nas vendas da subsidiária norte-americana do grupo caiu a 6 por cento em 2007 ante 13 por cento no ano anterior, segundo a Nokia.

As vendas de celulares na América Latina viram redução de crescimento de 15 por cento para 10 por cento, de acordo com estimativas da Nokia.

A desaceleração do crescimento nessas regiões foi compensada por um ganho de crescimento na China e nos países da região Ásia-Pacífico, de acordo com a Nokia.

A empresa anunciou que as vendas de celulares em países emergentes responderam por quase 60 por cento do volume de vendas do setor em 2007, ante 55 por cento em 2006.

A Nokia informou que as vendas de celulares cresceram em 34 por cento na região Ásia-Pacífico em 2007, ante 27 por cento em 2006, e que na China o crescimento foi de 34 por cento em 2007 comparado a 29 por cento no ano anterior.

A empresa informou que as vendas de modelos básicos, com preços inferiores a 50 euros, responderam por 35 por cento do total de 1,14 bilhão de celulares vendidos em 2007. Em 2006, cerca de 978 milhões de unidades foram vendidas, de acordo com a empresa.   Continuação...