Siderúrgicas chinesas farão oferta por Namisa--jornal

sexta-feira, 20 de junho de 2008 08:49 BRT
 

XANGAI (Reuters) - Um consórcio de siderúrgicas chinesas e o fundo soberano do país farão uma oferta pela unidade de minério de ferro Namisa, da Companhia Siderúrgica Nacional, publicou o Wall Street Journal nesta sexta-feira.

Grandes produtoras chinesas de aço, incluindo o Baosteel Group, Shougang Group e Shagang Group, bem como o China Investment Corp, fundo soberano de 200 bilhões de dólares; estão ingressando na rodada inicial de ofertas pela Namisa.

A composição do consórcio ainda não foi finalizada, informa o jornal citando fonte não identificada.

Representantes do Baosteel Group, Shougang Group e do China Investment Corp afirmaram não ter conhecimento de uma oferta. Enquanto isso, Shen Wenming, vice-presidente do Shagang Group, afirmou que não tem informações concretas sobre a oferta e que não tinha interesse em falar mais sobre o assunto.

Mais cedo neste mês, o diretor executivo de mineração da CSN, Juarez Saliba, afirmou em entrevista à Reuters que a companhia espera encerrar em agosto os estudos para a venda de participação na Namisa a terceiros. Segundo ele, a CSN tem recebido interessados em assumir participações minoritárias e até de controle na Namisa.

A China, maior produtora de aço do mundo, não possui depósitos de minério de ferro de qualidade e está cada vez mais se voltando ao exterior para assegurar ofertas de minérios.

Mas as siderúrgicas do país não conseguiram cooperar rapidamente no ano passado na compra de participação na mineradora australiana Rio Tinto, apesar de terem interesse de impedir a aquisição da empresa pela rival maior BHP Billiton .

A Aluminum Corp of China, ou Chinalco, superou as siderúrgicas quando acabou comprando uma participação na Rio no ano passado.

(Reportagem adicional de Alfred Cang, Lucy Hornby e Eadie Chen em Pequim)