Conexão de banda larga no país supera meta prevista para 2010

quarta-feira, 20 de agosto de 2008 17:32 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil alcançou em junho deste ano o número de conexões de banda larga esperado inicialmente só para 2010 pelos organizadores do Barômetro Cisco de Banda Larga.

O barômetro avalia o número de conexões de banda larga desde fevereiro de 2006, trimestralmente, por meio de uma pesquisa da consultoria IDC.

Quando iniciaram os estudos, os organizadores esperavam que o número de conexões de banda larga no Brasil alcançasse 10 milhões até 2010. A marca, entretanto, foi alcançada em junho deste ano, segundo dados divulgados nesta quarta-feira.

No início deste ano, diante da proximidade da meta, a Cisco decidiu rever a previsão para 15 milhões até 2010.

O número de 10,04 milhões de conexões representa um crescimento de 48 por cento frente ao primeiro semestre de 2007. As conexões fixas --via cabo, linha telefônica e IP dedicado, por exemplo-- responderam por 6,55 milhões do total, com alta de 33,24 por cento sobre o primeiro semestre de 2007.

As conexões de banda larga móveis, pelo celular, que começaram a ganhar força no final do ano passado com as redes de terceira geração, tiveram salto de quase seis vezes, para 1,31 milhão ante 233 mil em junho de 2007.

"A utilização dessa modalidade de conexão tem potencial para suprir a demanda de usuários que buscam acesso à Internet e que não têm infra-estrutura ou cabeamento disponível nas regiões onde vivem ou trabalham. A popularização ainda maior das ofertas dessa modalidade tende a trazer uma nova dinâmica ao mercado brasileiro", explicou Pedro Ripper, presidente da Cisco Brasil, em comunicado à imprensa.

A pesquisa detectou que a banda larga está presente em 13 por cento dos lares brasileiros, enquanto na Coréia do Sul, maior índice do mundo, o número é de 65 por cento.

(Por Taís Fuoco)