20 de Setembro de 2008 / às 18:00 / 9 anos atrás

Presidente do Equador diz que Petrobras devolverá concessão

<p>Presidente do Equador, Rafael Correa, no pal&aacute;cio presidencial La Moneda, em Santiago do Chile, dia 15 de setembro. O presidente do Equador, Rafael Correa, disse no s&aacute;bado que a Petrobras devolver&aacute; uma de suas &aacute;reas de concess&atilde;o em uma regi&atilde;o amaz&ocirc;nica do pa&iacute;s, depois de uma dura negocia&ccedil;&atilde;o que beneficiou o pa&iacute;s andino. Photo by Reuters</p>

QUITO (Reuters) - O presidente do Equador, Rafael Correa, disse no sábado que a Petrobras devolverá uma de suas áreas de concessão em uma região amazônica do país, depois de uma dura negociação que beneficiou o país andino.

O Equador autorizou a exploração do bloco 31, localizado nas imediações da reserva ecológica Yasuní, depois de outorgar uma polêmica licença ambiental. Mas a Petrobras atrasou a exploração da reserva devido a decisões tomadas por Correa.

“Depois de duras negociações, conseguimos fazer com que a Petrobras passe o bloco 31 à Petroecuador. Agora, a reserva novamente é dos equatorianos e está nas mãos da Petroecuador”, disse Correa em programa de rádio.

O presidente não detalhou os termos em que se deram as negociações, nem se o Equador irá devolver os investimentos da empresa para obter a licença ambiental.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below