CÂMBIO-Dólar cai 2% com melhor ânimo do mercado e leilões do BC

segunda-feira, 20 de outubro de 2008 11:07 BRST
 

SÃO PAULO, 20 de outubro (Reuters) - O dólar caía mais de 2 por cento nesta segunda-feira, em movimento de ajuste em relação à forte valorização dos últimos dias, acompanhando os sinais de melhora dos mercados e aguardando novas intervenções anunciadas pelo Banco Central.

Às 11h04, a moeda norte-americana BRBY era cotada a 2,108 reais, em queda de 2,41 por cento.

"A gente pode ficar um pouco mais otimista, aparentemente as medidas (tomadas pelos governos ao redor do mundo) estão começando a surtir efeito nos mercados", considerou Luis Piason, gerente de operações de câmbio da corretora Concórdia.

Na Ásia, as bolsas de valores subiram cerca de 4 por cento e, na Europa .FTEU3, a alta era de 2 por cento. Enquanto o principal índice da Bovespa subia 0,26 por cento, os índices futuros do mercado acionário norte-americano também apontavam valorização.

Piason considera que a reação pessimista do mercado nos últimos dias pode ter sido exagerada. "Cansa um pouco. O mercado talvez tenha visto isso. A baixa foi muito grande. Tudo o que se falava, qualquer coisa determinava baixa. (É um comportamento) típico de mercado confuso, em pânico."

Os analistas, entretanto, apontam que, apesar da perspectiva mais otimista, o momento ainda é de cautela, pois permanece a ameaça de recessão econômica.

No fim de semana, os presidentes dos Estados Unidos, George W. Bush; da França, Nicolas Sarkozy; e da Comissão Européia, José Manuel Barroso, reuniram-se para discutir diretrizes de combate à crise financeira mundial. Bush ainda anunciou que será o anfitrião para um novo encontro desse tipo em uma cúpula de líderes mundiais.

No Brasil, o Banco Central também mantém a linha, adotada por vários governos mundiais, de intervenções no mercado. No primeiro leilão de empréstimo de moeda estrangeira, direcionado especificamente para exportadores, serão ofertados até 2 bilhões de dólares no fim da tarde desta segunda-feira.

Outros 800 milhões de dólares serão ofertados em um leilão de swap cambial tradicional também nesta sessão. As propostas serão acolhidas entre 12h45 e 13h e o resultado será divulgado a partir das 13h15.

(Reportagem de Jenifer Corrêa; Edição de Alberto Alerigi Jr.)