December 20, 2007 / 8:58 PM / in 10 years

Apatia de Wall St e inflação fazem Bovespa fechar estável

3 Min, DE LEITURA

Por Daniela Machado

SÃO PAULO (Reuters) - A apatia de Wall Street, além de dados de inflação acima do esperado no Brasil, levou o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo a encerrar a quinta-feira estável.

O Ibovespa registrou variação negativa de 0,01 por cento, aos 61.716 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,5 bilhões de reais, em linha com o movimento da véspera.

"Lá fora (nos mercados norte-americanos), ainda tem muita indecisão", afirmou o sócio-diretor da m2 Investimentos Marco Antonio Gazel, acrescentando que a inflação acima do esperado no Brasil e o adiamento na divulgação de medidas para compensar a falta da CPMF também pesaram sobre os negócios.

A inflação pelo IPCA-15, considerada uma "prévia" do índice que baliza o sistema de metas do país, atingiu 0,70 por cento em dezembro. A previsão mediana de analistas era de 0,59 por cento.

Na segunda leitura do mês, o IGP-M acelerou por conta, principalmente, da área agrícola.

Como consequência, os juros futuros tiveram forte alta na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), prevendo elevação da taxa básica no ano que vem.

"As pessoas que achavam que a curva de juros estava exagerando (na avaliação sobre a inflação pressionada) começam a se ajustar também", completou Gazel. Juros maiores tornam aplicações na bolsa menos atrativas.

Nos Estados Unidos, o dia foi de mais notícias negativas sobre a crise ligada ao setor de crédito imobiliário.

Destaques

O Bear Stearns divulgou prejuízo no trimestre e o Federal Reserve da Filadélfia informou que seu índice de atividade manufatureira do Meio-Atlântico do país caiu para o menor nível em mais de quatro anos.

A menos de uma hora do fechamento, o Dow Jones e o Standard & Poor's 500 operavam quase estáveis. O Nasdaq, no entanto, subia mais de 1 por cento por perspectivas positivas de empresas como a Qualcomm.

Entre as ações do Ibovespa, as piores perdas ficaram com Souza Cruz e Natura, de 4,9 e 4,8 por cento, respectivamente. Na ponta contrária, os papéis da Net subiram 4,6 por cento, para 20,60 reais.

O setor de telecomunicações apresentou desempenho misto no dia de encerramento do leilão de licenças de terceira geração (3G). Vivo subiu 2,9 por cento (8,85 reais), enquanto Oi caiu 3,4 por cento (32,90 reais). A Vivo arrematou sete lotes e a Oi ficou com cinco.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below