Chávez apóia Irã em cesta de moedas para preço do petróleo

terça-feira, 20 de novembro de 2007 17:34 BRST
 

PARIS (Reuters) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta terça-feira que apóia a sugestão do Irã para que o petróleo seja vendido com base em uma cesta de moedas em vez de apenas no dólar.

Segundo ele, a cesta deveria incluir o euro, o iene, o iuan e a moeda oficial venezuelana, o bolívar.

Em uma cúpula da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) em Riad na semana passada, o Irã e a Venezuela sugeriram a mudança para outras moedas, mas não conseguiram convencer os países-membros restantes do grupo.

A cúpula terminou apenas com um acordo de que os ministros das Finanças dos membros da Opep se encontrarão antes de 5 de dezembro para discutir o impacto da desvalorização do dólar sobre suas economias.

"O dólar perdeu mais de 40 por cento de seu valor em três anos, então poderíamos usar o euro", disse Chávez em uma coletiva de imprensa em Paris após breve visita ao Irã, onde se reuniu com o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

"Ontem (segunda-feira), em Teerã, tivemos uma chance de falar sobre isso, criando juntos uma espécie de moeda, uma cesta de moedas. Então, em vez de realizarmos transações somente em dólares, incluiríamos nessa cesta o euro, o iene, o iuan e, por que não, o bolívar?", disse o líder da Venezuela por meio de um tradutor.

"Vamos reforçar nossa moeda e, no futuro, teremos uma divisa sul-americana. Esse é um dos projetos que tenho em mente", acrescentou.