20 de Dezembro de 2007 / às 12:22 / em 10 anos

ATUALIZA-China eleva juros para combater a inflação

(Texto atualizado com mais informações)

Por Eadie Chen e Simon Rabinovitch

PEQUIM, 20 de dezembro (Reuters) - A China elevou nesta quinta-feira as taxas de juros do país pela sexta vez no ano, na última de uma série de apertos na política monetária para conter a inflação e prevenir o superaquecimento da quarta maior economia do mundo.

Contudo, o banco central chinês reduziu levemente a taxa para depósitos à vista em 9 pontos-básicos, para 0,72 por cento --em um movimento para encorajar as pessoas a poupar e guardar seu dinheiro por longos períodos, em vez de investir rapidamente em ativos como ações ou imóveis.

O BC chinês elevou a taxa de juros de depósitos de um ano em 27 pontos-básicos, para 4,14 por cento, e elevou a taxa de empréstimos em 18 pontos-básicos, para 7,47 por cento.

A inflação anual ao consumidor na China acelerou em novembro e chegou a 6,9 por cento, o maior patamar em 11 anos, com pressões vindas dos alimentos. Mas há sinais de que a inflação está se espalhando por outros setores da economia.

"O aumento dos juros não é surpresa, dado que o governo repetiu a promessa de aperto do crédito e o elevado índice de preços ao consumidor", afirmou Pan Jiang, diretor de pesquisa da Franklin Templeton Sealand Fund Management Co, em Xangai.

"Eu acho que isso já foi precificado nos mercados de ações, embora o setor imobiliário deva sofrer um novo impacto", acrescentou.

A última elevação dos juros pelo BC chinês havia ocorrido em 14 de setembro. A autoridade também elevou o depósito compulsório 10 vezes este ano e impôs estritas regras de empréstimos em bancos comerciais para controlar o crescimento da oferta de crédito.

Alguns analistas disseram que a China seria relutante em elevar os juros enquanto os Estados Unidos estivessem cortando a taxa de juro norte-americana, para evitar a entrada de mais recursos na China que Pequim tem tentado desestimular pelo controle do fluxo de capitais.

Reportagem adicional de Langi Chiang em Pequim e Charlie Zhu em Xangai

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below