Risco de emergentes atinge maior nível em mais de 2 anos

quarta-feira, 21 de novembro de 2007 11:36 BRST
 

LONDRES, 21 de novembro (Reuters) - A diferença de rendimento entre os bônus emergentes e os títulos do governo norte-americano atingiu o maior nível em mais de dois anos nesta quarta-feira, reagindo à queda global das ações e à busca pelos Treasuries norte-americanos.

Às 11h35 (horário de Brasília), o spread subia 8 pontos, para 255 pontos-básicos. Pouco antes, alcançou 256 pontos, o maior nível desde outubro de 2005, segundo o índice EMBI+ 11EMJ, do JPMorgan.

"O mercado está com um spread maior acompanhando os mercados de ações. Os futuros do S&P 500 estão em baixa", disse um operador em Londres.

O rendimento dos Treasuries de 10 anos chegou a cair abaixo de 4 por cento pela primeira vez desde setembro de 2005 com a expectativa de um novo corte do juro pelo Federal Reserve e com o temor de uma desaceleração econômica nos Estados Unidos.