Crédito e economia abalam humor pré-feriado das bolsas nos EUA

quarta-feira, 21 de novembro de 2007 20:18 BRST
 

Por Kristina Cooke

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em queda nesta quarta-feira, por preocupações de que os problemas no mercado imobiliário podem piorar e prejudicar a economia, deixando investidores inquietos antes do feriado de Ação de Graças no país.

O índice Dow Jones recuou 1,62 por cento, a 12.799 pontos, menor fechamento desde abril. O Standard & Poor's 500 declinou 1,59 por cento, para 1.416 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq perdeu 1,33 por cento, a 2.562 pontos.

O secretário do Tesouro, Henry Paulson, enfatizou um dos principais temas da semana, dizendo ao The Wall Street Journal que o número de potenciais inadimplências no pagamento de hipotecas nos EUA será significativamente maior em 2008 em comparação com 2007.

Companhias do setor financeiro, incluindo o Goldman Sachs, lideraram as maiores quedas junto à General Electric .

Ações de concessoras de hipotecas, incluindo a Countrywide Financial, também desvalorizaram. Temores de mais exposição ao mercado imobiliário de alto risco causaram, ainda, a queda nos papéís de seguradoras, como American International Group .

"Parece que há mais evidências de que (empresas) financeiras estão com problemas maiores do que pensávamos, e as baixas contábeis serão piores do que foi inicialmente estimado", disse Peter Dunay, estrategista de investimentos da Leeb Capital Management em Nova York.

Além disso, a possibilidade de o barril do petróleo chegar a 100 dólares prejudicou empresas manufatureiras e varejistas por medo de que o impacto do aumento do preço do combustível afete o consumo.