BC chinês vê desaceleração da inflação no país em 2008

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007 10:17 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - O banco central chinês prometeu na sexta-feira implementar uma série de medidas para manter a base monetária e o crescimento do crédito sob controle, incluindo ajustes nas taxas de juros.

Em um resumo sobre o encontro de seu comitê de política monetária, o BC da China disse ainda que também poderá adicionar esforços para tornar o iuan uma moeda mais orientada para o mercado.

Os comentários foram disponibilizados no site do BC chinês um dia após a autoridade ter elevado as taxas de juros do país pela sexta vez no ano.

A inflação na China está agora no pico e vai desacelerar em 2008, segundo o escritório de pesquisas do BC. A previsão é de que a inflação dos preços ao consumidor tenha média de 6,2 por cento neste trimestre, 6,1 por cento no primeiro trimestre de 2008, 5,7 por cento no segundo, 3,5 por cento no terceiro e 2,8 por cento no quarto trimestre.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), a estimativa é de leve desaceleração para 10,9 por cento em 2008, ante 11,4 por cento este ano.