S&P reafirma nota do Brasil, após CPMF

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007 13:14 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A agência de classificação de risco Standard & Poor's reafirmou nesta sexta-feira as notas atribuídas ao Brasil, com perspectiva positiva, "após uma semana de sucesso parcial no front fiscal".

"A reafirmação (dos ratings) se deve em parte ao compromisso do governo em manter o superávit primário em 3,8 por cento do PIB", apontou a S&P em relatório, lembrando a não-prorrogação da CPMF, por um lado, mas a vitória do governo em manter a Desvinculação de Receitas da União (DRU).

O Brasil está a um passo do grau de investimento. A nota atribuída pela S&P à dívida soberana de longo prazo em moeda estrangeira é "BB+".

A agência também reiterou a avaliação de que a CPMF em si não é crucial para o Brasil, mas "o mesmo não pode ser dito sobre um firme compromisso fiscal para reduzir a relação dívida/PIB ao longo do tempo, melhorar a composição da dívida e reduzir as vulnerabilidades fiscais".

(Texto de Daniela Machado; Edição de Vanessa Stelzer)