Reservas da China atingem US$1,65 trilhão em fevereiro--fontes

sexta-feira, 21 de março de 2008 09:37 BRT
 

Por Eadie Chen

PEQUIM (Reuters) - As reservas internacionais da China saltaram 57,3 bilhões de dólares em fevereiro para 1,6471 trilhão de dólares, quase se equiparando ao salto de 61,6 bilhões de dólares registrado em janeiro, informaram duas fontes com conhecimento dos números, nesta sexta-feira.

O salto, que complica a tarefa do banco central de administrar a política monetária, reforça rumores sobre o contínuo ingresso de dinheiro especulativo na China. O crescimento é mais que três vezes maior que os fluxos combinados de superávit comercial e de investimento externo direto.

Esses fluxos somaram 8,6 bilhões e 6,9 bilhões de dólares, respectivamente.

As fontes pediram para não serem identificadas porque não têm permissão para falar oficialmente à imprensa.

Economistas têm oferecido uma série de explicações para o salto de 61,6 bilhões de dólares nas reservas em janeiro, para 1,5898 trilhão de dólares.

Mas qualquer que seja a explicação, o ritmo de acumulação nos primeiros dois meses do ano se contrapõe à média de crescimento mensal das reservas chinesas no ano passado, de 38,5 bilhões de dólares.

As reservas, as maiores do mundo, têm crescido porque o banco central da China, para manter o valor do iuan, compra a maior parte dos dólares que se dirige para a China.