VALE ainda vê Xstrata como alvo, mas momento não é bom--fonte

terça-feira, 21 de outubro de 2008 12:35 BRST
 

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO, 21 de outubro (Reuters) - Apesar de ter dado por encerrado o capítulo Xstrata em abril, a Vale poderia sim voltar a fazer uma nova oferta pela mineradora anglo-suíça, depois da crise ter reduzido o valor de mercado da Xstrata como ocorreu com várias outras companhias, disse uma fonte da Vale que participou das conversas para uma possível união das empresas no início do ano.

O problema, segundo a fonte, é se os acionistas da Xstrata XTA.L iriam aceitar.

"Você vê o valor da Xstrata hoje, está abaixo de 20 bilhões de dólares. Eu acho que seria muito difícil a Vale (VALE5.SA: Cotações) fazer uma proposta que os acionsitas controladores da Xstrata aceitem", disse a fonte que pediu para não ser identificada.

A Vale recebeu garantia de um pool de bancos no início do ano para uma linha de crédito de aproximadamente 50 bilhões de dólares visando a aquisição da Xstrata, acordo desfeito no início de abril após as conversas entre a Vale e os acionistas do alvo de compra fracassarem.

Além do preço, Vale e Xstrata divergiam sobre os direitos de comercialização dos produtos da empresa resultante. A principal acionista da Xstrata, a trading Glencore, gostaria de manter ou até ampliar os direitos que já possuía.

Em agosto, a Vale (VALE5.SA: Cotações) captou cerca de 12 bilhões de dólares no mercado, levando a novas especulações de compra.

"Ela está com 12 bilhões no caixa, mas para manter o programa de investimentos que ela tem, e o mercado apertado como está, não acho que é hora de compra, mesmo com preço atrativo", disse o analista Pedro Galdi, da corretora SLW.

Segundo a fonte da Vale no entanto, se a mineradora brasileira e os acionistas da Xstrata chegarem a um acordo, seria uma aquisição positiva para a companhia.   Continuação...