Petróleo nos EUA sobe US$5 com dólar e tensões geopolíticas

quinta-feira, 21 de agosto de 2008 18:13 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo fecharam em forte alta de mais de 5 dólares nesta quinta-feira, subindo pela quarta sessão consecutiva com a queda do dólar encorajando investidores a comprarem ativos ligados às commodities.

Tensões entre Rússia e o Ocidente e temores de que a tempestade tropical Fay pode voltar do Golfo do México se somaram aos fatores altistas que apoiaram a alta do petróleo.

"Petróleo está subindo com o dólar caindo e tem esta tensão geopolítica entre a Rússia e o Ocidente", afirmou Kyle Cooper, diretor de pesquisa da consultoria IAF.

Na Nymex, o contrato outubro saltou 5,63 dólares, ou 4,86 por cento, a 121,18 por barril, sendo negociado entre 115,40 e 122,04 dólar.

Em quatro dias, o petróleo subiu 7,41 dólares, ou 6,5 por cento, mas ainda acumula queda de 26,09 dólares, ou 17,7 por cento, frente a seu recorde de 147,27 dólares atingido em 11 de julho.

Em Londres, o petróleo tipo Brent fechou em alta 5,80 dólares, ou 5,07 por cento, a 120,16 dólares por barril, sendo negociado entre 114,55 e 120,93 dólares.

Os Estados Unidos e a Polônia assinaram um contrato na quarta-feira para instalar um escudo antimíssel na Polônia, incitando uma dura resposta da Rússia.

O acordo chega em um momento delicado da relação russa com o Ocidente por conta da intervenção de Moscou na Geórgia.

O dólar caiu fortemente, pressionado por persistentes preocupações sobre o setor financeiro norte-americano que afugentaram investidores de ativos de risco e impulsionaram os preços do petróleo.

(Reportagem de Gene Ramos e Robert Gibbons)