RPT-Arrecadação federal cresce 12% em outubro e é recorde

quarta-feira, 21 de novembro de 2007 07:42 BRST
 

(Repete texto publicado na terça-feira)

BRASÍLIA, 21 de novembro (Reuters) - A arrecadação de impostos e contribuições subiu 12 por cento em outubro em termos reais frente ao mesmo período do ano passado, para 54,779 bilhões de reais, valor recorde para o mês, mostraram dados da Receita Federal na terça-feira.

A Receita atribuiu a elevação ao bom desempenho da economia e ao esforço do órgão em recuperar débitos em atraso. O resultado também refletiu uma mudança na sistemática de pagamento do ajuste do Imposto de Renda da Pessoa Física.

No mês passado, a arrecadação do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, considerados bons medidores da atividade econômica, cresceram 18,65 por cento e 21,31 por cento respectivamente na comparação anual, para 7,111 bilhões de reais e 3,758 bilhões de reais.

No mesmo período, o recolhimento do IRPF cresceu 120,61 por cento, para 997 milhões de reais. Este ano a Receita ampliou de seis para oito o número de cotas para o pagamento de imposto a pagar do ano anterior, então é a primeira vez que parte do pagamento é feito ainda em outubro.

A recuperação de débitos em atraso subiu 30 por cento em outubro, segundo a Receita, mas não foi divulgado o valor absoluto dessas receitas.

No acumulado do ano, a arrecadação federal soma 491,095 bilhões de reais, valor recorde e 10,17 por cento superior aos 445,779 bilhões de reais recolhidos no mesmo período de 2006 em valores corrigidos pelo IPCA.

(Reportagem de Isabel Versiani; Edição de Alberto Alerigi Jr.)