21 de Julho de 2008 / às 15:02 / em 9 anos

ATUALIZA-Lucro do Bank of America cai 41%, mas supera previsões

(Texto atualizado com mais informações)

NOVA YORK, 21 de julho (Reuters) - O Bank of America (BAC.N), maior banco de varejo dos Estados Unidos, divulgou na segunda-feira um lucro trimestral menor, mas melhor que o esperado, conseguindo compensar o aumento nas dívidas atreladas aos decrescentes preços de moradias e desaquecimento econômico.

Ainda que a queda de 41 por cento no lucro do segundo trimestre seja a quarta redução consecutiva nos ganhos, o Bank of America é o mais recente banco a superar a expectativa de analistas.

O banco afirmou ainda que sua aquisição da Countrywide Financial, que já foi a maior financiadora de moradias dos Estados Unidos, chegará à lucratividade mais rapidamente do que o estimado, graças aos cortes de custos mais profundos.

Às 12h00 (horário de Brasília) as ações do Bank of America tinham alta de 2,76 por cento, para 30,25 dólares.

O lucro líquido da companhia caiu para 3,41 bilhões de dólares, ou 0,72 dólar por ação, contra 5,76 bilhões de dólares, ou 1,28 dólar por ação, um ano antes.

Os resultados incluem 212 milhões de dólares decorrentes de custos de fusão e restruturação.

Segundo a Reuters Estimates, a expectativa de analistas era de um lucro de 0,48 dólar por ação, com receitas de 18,26 bilhões de dólares.

As baixas contábeis relacionadas aos mercados de capitais totalizaram 1,22 bilhão de dólares, contra 2,81 bilhões de dólares no trimestre anterior.

O presidente-executivo da empresa, Kenneth Lewis, afirmou que a instituição teve “resultados sólidos num ambiente financeiro difícil”, com bons números virtualmente em todos os segmento não relacionados ao mercado imobiliário.

Os dados não incluem um prejuízo de 2,33 bilhões na Countrywide.

Entre outros financiadores, o JPMorgan (JPM.N) e Wells Fargo (WFC.N) apresentaram queda nos lucros menor que a esperada no segundo trimestre, enquanto o Citigroup (C.N) teve um prejuízo ligeiramente melhor que a expectativa.

A unidade de banco de investimento teve um aumento de 3 por cento nos lucros, para 1,75 bilhão de dólares. Na área de administração de bens, o lucro caiu 1 por cento, para 573 milhões de dólares.

Reportagem de Jonathan Stempel

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below