Société Générale sofre prejuízo recorde no 4o trimestre

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008 10:11 BRT
 

Por Sudip Kar-Gupta e Yann Le Guernigou

PARIS (Reuters) - O Société Générale sofreu um prejuízo recorde no quarto trimestre depois de absorver o impacto de um grande escândalo financeiro que tornou alvo de aquisição o segundo maior banco listado em bolsa da França.

O SocGen, como muitos dos maiores bancos do mundo, tem sido atingido por perdas relacionadas ao aperto global de crédito e o banco alertou que pode assumir novas baixas contábeis no futuro.

O presidente do conselho do banco, Daniel Bouton, disse à Reuters que a instituição financeira de 144 anos está determinada a deixar a tempestade como grupo independente, apesar dos rumores sobre uma oferta do arquirrival BNP Paribas.

O prejuízo trimestral de 3,35 bilhões de euros (4,93 bilhões de dólares) coincide com um relatório interno reconhecendo que a existência de um sistema melhor de controles poderia ter evitado as custosas apostas de investimentos que levaram à prisão o operador Jerome Kerviel.

"Estou completamente determinado a continuar com nossa estratégia porque, mesmo levando em conta o ano ruim de 2007 que foi prejudicado pela crise financeira e pela fraude. É esta estratégia que dará mais retorno a nossos acionistas", afirmou Bouton em entrevista.

No quarto trimestre do ano anterior a instituição financeira registrou lucro de 1,18 bilhão de euros.

O SocGen reduziu seus dividendos de 2007 de 5,20 euros para 0,9 euro.

Na quarta-feira, a ação do SocGen caiu 6 por cento e a baixa se mantém nesta quinta, com o papel recuando 0,63 por cento. As ações do banco acumulam baixa de 28 por cento este ano.