Lehman recua após venda frustrada, aquisição hostil é possível

quinta-feira, 21 de agosto de 2008 14:46 BRT
 

Por Dan Wilchins

NOVA YORK, 21 de agosto (Reuters) - As ações do banco Lehman Brothers LEH.N chegaram a cair 4,3 por cento na quinta-feira, depois que um jornal publicou que o banco tinha tentado vender uma parte da instituição para chineses e sul-coreanos mas não obteve sucesso.

Mas os papéis do quarto maior banco de investimento dos Estados Unidos reduziram as perdas depois que o analista Richard Bove, da ladenburg Thalmann, disse que existe a possibilidade do banco ser alvo de uma aquisição hostil.

A queda mais acentuada das ações do Lehman mais cedo também refletia a piora nas estimativas para o banco por parte do analista Prashant Bhatia, do Citigroup.

O analista estimou em 3,25 dólares por ação as perdas do Lehman no terceiro trimestre. Na previsão anterior, Bhatia estimava perdas de 0,41 dólar por ação. O banco deve amargar mais 2,9 bilhões de dólares em baixas contábeis, acrescentou o analista.

O Lehman Brothers já registrou cerca de 7 bilhões de dólares em baixas contábeis desde o início da crise global de crédito.

O Financial Times disse no final de quarta-feira que as conversas entre o Lehman e a maior corretora chinesa, a CITIC Securities (600030.SS: Cotações), e o banco estatal coreano Korea Development Bank (KDB) [KDB.UL] sobre a venda de até metade de suas ações fracassou. O jornal citou pessoas em Nova York familiares com os potenciais compradores.

A CITIC disse à Reuters que não teve conversas formais sobre a compra de uma parcela do Lehman, enquanto porta-vozes do Lehman e do KDB se recusaram a comentar o assunto.