RPT-PETROBRAS vai aumentar preço do gás em 2008, diz diretora

quarta-feira, 21 de novembro de 2007 07:30 BRST
 

(Repete texto publicado na terça-feira)

SÃO PAULO, 21 de novembro (Reuters) - A Petrobras (PETR4.SA: Cotações) vai elevar o preço do gás natural no próximo ano, afirmou na terça-feira a diretora de gás e energia da estatal, Maria das Graças Foster, após audiência pública na comissão de infra-estrutura do Senado.

"Certamente nós teremos um aumento do preço do gás em 2008. Isso é necessário", disse a diretora a jornalistas, segundo informações da Agência Brasil.

Em 8 de novembro, Foster afirmou que a descoberta do campo gigante de gás de Tupi, na bacia de Santos, não resolverá no curto prazo o problema da oferta no mercado brasileiro e que a Petrobras terá necessidade de reajustar o preço do combustível entre 15 e 25 por cento nos próximos meses.

Ela havia informado que toda a cadeia está sob forte pressão de custos e que o preço do gás está descolado do preço do petróleo, que nesta terça-feira fechou cotado no patamar de 98 dólares o barril.

Nesta terça-feira, a diretora informou que o reajuste não será todo de uma vez e confirmou, de acordo com a agência, as expectativas do setor sobre aumento de 15 a 25 por cento nos preços.

"Além das correções do preço, nós precisamos de um aumento real, algo que vai ser dosado, suavizado, ao longo dos dois próximos anos (2008 e 2009)", disse Foster, segundo a agência.

O Brasil produz 49 milhões de metros cúbicos de gás por dia, dos quais 21 milhões de metros cúbicos são comercializados e o restante é queimado, reinjetado nos campos petrolíferos ou usado pelas plataformas produtoras, segundo cálculos da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

O país ainda tem um contrato de importação de gás da Bolívia de 30 milhões de metros cúbicos ao dia.

(Reportagem de Alberto Alerigi Jr.; Edição de Isabel Versiani)