RBS revela emissão de US$24 bi para cobrir baixas potenciais

terça-feira, 22 de abril de 2008 08:57 BRT
 

Por Steve Slater e Clara Ferreira-Marques

LONDRES, 22 de abril (Reuters) - O Royal Bank of Scotland (RBS.L: Cotações) revelou uma emissão recorde de ações no valor de 12 bilhões de libras (24 bilhões de dólares) para cobrir uma potencial baixa contábil de 5,9 bilhões de libras relacionada a ativos ruins e ajudar a equilibrar as contas do banco.

O segundo maior banco da Grã-Bretanha afirmou nesta terça-feira que também espera gerar 4 bilhões de libras em capital este ano, com a maior parte vindo da venda de toda ou de participação em sua unidade seguradora, que inclui as marcas Direct Line e Churchill.

A emissão de papéis, a maior da história da Europa, permitirá ao RBS reconstruir suas reservas de capital, que foram parcialmente liquidadas no ano passado na compra do banco holandês ABN Amro e pelas recentes turbulências no mercado de crédito.

O RBS irá oferecer 11 novas ações para cada 18 ações existentes a um preço de 200 centavos de libra por ação no papel subscrito, o que representa um desconto de 46 por cento sobre o preço do fechamento da ação na segunda-feira.

Pela manhã, as ações do banco eram cotadas em baixa de 3,3 por cento.

"É um desconto de segurança, e os investidores ficarão felizes de que seja uma quantia tão grande e não 5 ou 6 bilhões --eles querem que o banco levante algum dinheiro para que continue em seu caminho", afirmou Mark Sartori, chefe de operações européias na Fox-Pitt.

O RBS afirmou que espera impactos adicionais no valor dos ativos, incluindo a unidade do ABN Amro que comprou no ano passado, devido à crise de hipotecas de alto risco nos Estados Unidos. O banco estima que o efeito das baixas contábeis seja de 5,9 bilhões de libras, ou 4,3 bilhões de libras depois de impostos. O RBS registrou baixa contábil de 2,4 bilhões de libras no ano passado.

Analistas afirmam que qualquer outro grande impacto no banco é improvável.

(Reportagem adicional de Sitaraman Shankar)