Indústrias esperam investir e faturar mais em 2008, mostra FGV

quinta-feira, 22 de novembro de 2007 08:55 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - As indústrias instaladas no país estão programando aumentar os investimentos e garantir um faturamento maior em 2008, de acordo com pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), publicada nesta quinta-feira.

De acordo com o levantamento, 53 por cento das empresas consultadas estão programando investir mais no próximo ano. Em 2006, apenas 38 por cento das indústrias consultadas na época esperavam ampliar os investimentos em 2007.

Segundo a FGV, pela primeira vez as empresas quantificaram em faixas a expansão do investimento para o ano seguinte. Com isso, 28 por cento das empresas pesquisadas esperam elevar os investimentos entre 10,1 e 20 por cento, enquanto 22 por cento projetam aumento maior que 20 por cento.

A sexta edição da Sondagem da Indústria da FGV foi feita com base em consultadas a 659 empresas no país, entre os dias 1o de outubro e 9 de novembro.

A proporção de empresas que prevêem crescimento das vendas, descontada a inflação, também aumentou, passando de 71 por cento para 75 por cento.

"Em 12 dos 21 segmentos industriais pesquisados, as projeções feitas este ano superam as do ano passado", informou a FGV em comunicado.

O cenário traçado para o mercado de trabalho no segmento também é positivo. A proporção de indústrias que pretendem expandir o número de empregados no ano que vem alcançou 46 por cento do total consultado, contra 40 por cento no levantamento feito no ano passado.

(Reportagem de Renato Andrade)