Vodafone e ações de tecnologia impõem queda a bolsas européias

terça-feira, 22 de julho de 2008 13:18 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A queda do petróleo amorteceu a baixa das ações européias nesta terça-feira, mas não evitou que o mercado encerrasse a série de quatro altas seguidas após a decepção com os resultados da Vodafone e a apreensão no setor financeiro.

De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300 caiu 0,35 por cento, para 1.166 pontos. Nas últimas quatro sessões, o índice acumulou alta de quase 5 por cento.

As bolsas de valores européias foram afetadas pelo resultado do banco norte-americano Wachovia e pelas previsões tímidas da Apple e da Texas Instruments .

A Vodafone foi a principal influência negativa sobre o índice, com queda de mais de 13 por cento. A maior companhia de telefonia celular do mundo reduziu a previsão de receita no ano para um número perto do piso da projeção anterior.

O pessimismo do mercado foi amortecido pela baixa de mais de 5 dólares do petróleo. A queda era relacionada ao alívio com a tempestade no Golfo do México, que não deve atingir grandes instalações de petróleo e gás.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,74 por cento, a 5.364 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,28 por cento, para 6.442 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 0,12 por cento, a 4.327 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou com variação positiva de 0,07 por cento, a 21.746 pontos.   Continuação...