"Lista suja" da AMB tem 15 candidatos; Maluf e Marta reagem

terça-feira, 22 de julho de 2008 19:19 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) divulgou nesta terça-feira em seu site a lista de candidatos a prefeito e a vice-prefeito das capitais que respondem a processo criminal ou eleitoral. O candidato com maior número de processos é o deputado federal Paulo Maluf (PP), que concorre a prefeito em São Paulo.

Das 26 capitais onde haverá a eleição, 9 candidatos a prefeito e 6 a vice têm "ficha suja" na Justiça.

De acordo com o levantamento da AMB, Maluf responde a um total de sete processos que incluem crimes de responsabilidade, crime contra o sistema financeiro e de improbidade.

A vice em sua chapa, Aline Corrêa de Oliveira (PP), também tem uma ação em seu nome, por crimes contra a paz pública, quadrilha, falsificação de documento e de ocultação de bens.

Também a ex-ministra Marta Suplicy (PT), que disputa a prefeitura de São Paulo, tem ação ligada à Lei de Licitações.

O ex-governador Amazonino Mendes, candidato a prefeito de Manaus (AM), responde a processo penal enquadrado na Lei de Licitações e em crime contra o sistema financeiro e a ordem tributária.

"A intenção da AMB é facilitar o acesso da população e da imprensa a informações públicas, que podem balizar e fundamentar a escolha dos eleitores e contribuir para que as eleições de 2008 transcorram da maneira mais transparente possível", diz a associação no portal www.amb.com.br.

Para produzir a lista, a AMB consultou Tribunais de Justiça, Tribunais Federais, o Superior Tribunal de Justiça, o Supremo Tribunal Federal, além dos tribunais eleitorais. Os dados continuarão a ser atualizados.

O Tribunal Superior Eleitoral, órgão oficial que regulamenta e fiscaliza as eleições, decidiu em junho permitir a candidatura de políticos que respondem a processos judiciais, desde que não haja condenação definitiva sobre eles. Por essa determinação, políticos sobre quem pesam acusações que tramitam nos tribunais podem concorrer às eleições.   Continuação...