Inflação chinesa deve cair a 5% no 2o semestre, diz economista

terça-feira, 22 de abril de 2008 07:04 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A inflação ao consumidor da China deve desacelerar a 7 por cento no segundo trimestre e depois a 5 por cento na segunda metade do ano, previu um economista do governo nesta terça-feira.

Chen Dongqi, vice-presidente da academia de pesquisa da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, disse ao jornal 21st Century Business Herald que suas previsões assumem a estabilidade dos preços de importados.

A inflação ao consumidor atingiu 8,7 por cento em fevereiro, o maior nível em quase 12 anos, e recuou para 8,3 por cento em março. No primeiro trimestre, a alta foi de 8 por cento.

Chen acrescentou que a contenção da inflação continua sendo prioridade para o país em 2008, mas alertou sobre o risco de uma desaceleração econômica abrupta em meio ao desaquecimento global.

"Temos que encontrar um equilíbrio entre a contenção da inflação e evitar uma desaceleração", disse.

(Por Zhou Xin)