ATUALIZA-Tesouro resgata mais e dívida mobiliária tem leve alta

quarta-feira, 22 de outubro de 2008 16:51 BRST
 

(Texto atualizado com mais dados e avaliações do Tesouro Nacional)

BRASÍLIA, 22 de outubro (Reuters) - O Tesouro Nacional intensificou em setembro os resgates de títulos públicos, período de agravamento da crise financeira global, o que garantiu um crescimento mais moderado da dívida mobiliária federal.

De acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, a dívida em títulos federais atingiu o montante de 1,224 trilhão de reais no mês passado, um aumento de 0,13 por cento, segundo informou o Tesouro.

O crescimento da dívida refletiu a apropriação de juros, que somou 14,4 bilhões de reais em setembro. No mês em que a crise internacional se intensificou, os resgates de títulos pelo Tesouro superaram as emissões em 12,8 bilhões de reais.

"A gente tem optado, em momentos de volatilidade, por emitir um volume menor, exatamente para não adicionar volatilidade", afirmou o coordenador-geral da Dívida Pública, Guilherme Pedras.

Segundo ele, o apetite dos investidores por títulos públicos prefixados, considerados melhores para o gerenciamento da dívida, tem se reduzido como resultado da crise, particularmente entre os estrangeiros.

A participação desses papéis, no entanto, ainda não refletiu essa tendência e aumentou no mês para 32,42 por cento do total da dívida, frente a 31,45 por cento em agosto.

Os papéis atrelados ao índice de inflação IPCA (NTN-B), por outro lado, continuam com a demanda elevada, em especial os de prazos mais longos, afirmou Pedras.   Continuação...