Depois de sindicalistas,Paes ganha apoio do movimento estudantil

quarta-feira, 22 de outubro de 2008 15:53 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 22 de outubro (Reuters) - Depois de receber apoio das centrais sindicais, Eduardo Paes (PMDB) foi escolhido nesta quarta-feira o candidato do movimento estudantil no Rio.

No final da tarde, o peemedebista se encontrará com diversas lideranças estudantis no Café Lamas, no Flamengo, tradicional reduto da esquerda. A União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Estadual dos Estudantes (UEE) afirmam que Fernando Gabeira (PV) não respondeu a convites para discutir propostas com os estudantes.

"No segundo turno, nós apresentamos reivindicações para as duas candidaturas. Paes foi quem aceitou dialogar, enquanto a campanha de Gabeira não mostrou interesse e não abriu as portas para discutir com movimentos sociais. Estamos agora firmando compromissos para podermos cobrar depois", disse o presidente da UEE, Daniel Iliescu.

No evento de apoio a Paes, estão confirmados a presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Lúcia Stumpf; o ministro dos Esportes e ex-dirigente estudantil, Orlando Silva; o deputado federal e candidato a vice-prefeito de São Paulo, Aldo Rebelo (PCdoB) e a candidata comunista derrotada no primeiro turno no Rio, Jandira Feghali. O encontro está sendo organizado pelo deputado estadual Leonardo Picciani (PMDB).

Segundo o presidente da UEE, os estudantes apresentaram, desde o primeiro turno, uma pauta de reivindicações para os candidatos à prefeitura. A principal demanda é a implantação da meia-passagem em ônibus municipais para universitários. Os militantes pleiteiam ainda a criação da Secretaria Municipal da Juventude e uma fundação de amparo à pesquisa.

Nesta terça e quarta-feiras, foram organizados dois encontros para reunir os candidatos e as entidades na Universidade Celso Lisboa, em Sampaio, Zona Norte, e na Universidade Castelo Branco, em Realengo, Zona Oeste. De acordo com a UNE, a UEE e o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Castelo Branco, a campanha de Gabeira não respondeu ao convite. Mas Paes compareceu.

A assessoria de imprensa de Gabeira informou que o candidato passou a noite na Zona Oeste e que não recebeu o convite dos estudantes. O presidente do DCE da Universidade Castelo Branco, em Realengo, afirmou não ter desistido ainda de uma visita do candidato:

"Ainda estamos tentando o Gabeira. Se ele disser que virá, é melhor para todos. No primeiro turno, ele foi convidado também, confirmou presença e não veio. Em cima da hora, disse que teve um problema de saúde".

O diretor regional da UNE, Rodrigo Lua, lembrou que o vice-candidato da chapa de Gabeira, Luiz Paulo Corrêa da Rocha, foi secretário municipal de Transportes da gestão Cesar Maia. Para Lua, as alianças feitas por Gabeira podem inviabilizar seu compromisso com movimentos sociais.   Continuação...