September 22, 2008 / 11:33 AM / 9 years ago

PANORAMA1-Mercados seguem reticentes com dúvidas sobre pacote

4 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO, 22 de setembro (Reuters) - Apesar do substancial pacote de ajuda montado pelo governo dos Estados Unidos para tentar recuperar os mercados de crédito e evitar que a maior economia do mundo mergulhe em uma forte recessão, os principais mercados financeiros devem ter mais um dia de volatilidade nesta segunda-feira, diante das dúvidas que ainda cercam as medidas.

O plano de ajuda capitaneado pelo secretário do Tesouro dos EUA, Henry Paulson, chegou a dar sustentação aos mercados no início desta segunda-feira [nN21463000], mas as dúvidas sobre o detalhamento e execução do plano, bem como sobre a desaceleração da economia dos EUA e seus efeitos sobre o resto do globo impediam a restauração da sensação de tranquilidade nas praças acionárias.

As bolsas asiáticas fecharam em alta, mas os mercados europeus, que abriram a semana com tom positivo, viraram e passaram a cair, por volta das 7h45 (horário de Brasília), acompanhando índices futuros de ações dos EUA, que também seguiam trilha de queda [nN22179419].

Depois de uma abertura em alta, diante das notícias de que o Goldman Sachs (GS.N) e o Morgan Stanley (MS.N) deixarão de ser bancos de investimento [nN22119370], passando a se sujeitarem a maior escrutínio do banco central dos EUA, os indicadores de Wall Street operavam no vermelho, indicando uma abertura em baixa para o maior mercado acionário do planeta.

A semana promete ser agitada. Além dos desdobramentos sobre o pacote de ajuda, os agentes estarão atentos a cada palavra do chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, que deve comparecer ao Congresso dos EUA na terça-feira para falar sobre os mercados financeiros, e também na quarta, quando irá comentar as perspectivas econômicas.

Para a agenda do dia, clique [nN22282759]

Veja como encerraram os principais mercados na sexta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,830 real, em queda de 4,74 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 2,62 bilhões de dólares.

Bolsa .Bvsp

O Ibovespa disparou 9,57 por cento, a 53.055 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 7,67 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros disparou 14,9 por cento, aos 30.000 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em baixa na BM&F. O DI janeiro de 2010 caiu a 14,83 por cento, enquanto o DI janeiro de 2012 recuou a 14,51 por cento.

Global 40 braglb40=Rr

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 128,125 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,96 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil despencava 65 pontos, a 274 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 352 pontos-básicos.

Bolsas Dos Eua

O índice Dow Jones .DJI avançou 3,35 por cento, a 11.388 pontos. O Nasdaq .IXIC subiu 3,4 por cento, para 2.273 pontos. O índice S&P 500 .SPX decolou 4,03 por cento, aos 1.255 pontos.

Treasuries De 10 Anos us10yt=Rr

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía e o rendimento subia para 3,83 por cento no final da tarde ante 3,56 por cento na quinta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Por Renato Andrade

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below