Argentina pode comprar aviões da Embraer para a Aerolíneas

sexta-feira, 22 de agosto de 2008 19:28 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O governo argentino afirmou nesta sexta-feira que poderá adquirir aviões da Embraer para a Aerolíneas Argentinas, empresa que estava em mãos de empresários espanhóis e se encontra em um processo de estatização.

Principal companhia aérea do país, controlando 80 por cento dos vôos domésticos juntamente com sua associada Austral, a Aerolíneas Argentinas possui uma enorme dívida e diversas queixas dos usuários por atraso e cancelamento de vôos.

"Estamos analisando com os diretores da Embraer a possibilidade da aquisição de aviões para a Aeolíneas Argentinas e Austral", afirmou o ministro do Planejamento, Julio De Vido, à Télam, agência oficial de notícias de Argentina.

A empresa pode passar às mãos do Estado argentino no próximos dias, já que a Câmara de Deputados aprovou na sexta-feira um projeto oficial para tomar o controle da empresa e agora só resta a confirmação dos senadores para concretizar a operação.

De Vido, que está em Brasília para reuniões com integrantes do governo brasileiro, não deu mais detalhes sobre a possível compra de aeronaves.

O governo argentino havia acordado em julho a compra da companhia, que conta com cerca de 9 mil empregados e possui uma dívida de aproximadamente 900 milhões de dólares, do grupo espanhol Marsans.

Mas o acordo posto em xeque pelo projeto de lei aprovado pelos deputados, obrigando o governo a modificá-lo para contar com o respaldo que necessitava de vários legisladores da oposição.

Entre outros aspectos, o projeto procura garantir que a Aerolíneas Argentinas --empresa estatal até a década de 1990-- não voltará a ser privatizada.

(Reportagem de Nicolás Misculin)