Demanda por OPA da BRASIL TEL supera oferta e gira R$947,6 mi

terça-feira, 22 de julho de 2008 16:27 BRT
 

SÃO PAULO, 22 de julho (Reuters) - O número de interessados em participar da oferta pública de aquisição de ações (OPA) da Brasil Telecom superou fortemente o lote definido para recompra na Bolsa de Valores de São Paulo nesta terça-feira.

Com a recompra integral do lote proposto, a operação totalizou 947,6 milhões de reais, sendo 313 milhões de reais em papéis da operadora Brasil Telecom BRTO4.SA e outros 634,6 milhões de reais da holding BRTP4.SA.

Os coordenadores da operação promoveram um rateio que fez com que os vendedores conseguissem vender menos de 20 por cento do que pretendiam.

No caso das ações preferenciais da operadora, houve registro de intenção de venda de 73,477 milhões de ações. A intenção dos compradores era adquirir 13,366 milhões de ações, o equivalente a um terço dos papéis em circulação

Quanto às preferenciais da holding, para um lote de 20,826 milhões de ações definido para recompra, as ofertas de venda atingiram 130,221 milhões de ações.

Para operadores, a elevada procura é explicada pelo preço oferecido na operação, bem acima dos observados no mercado à vista nesta terça-feira.

"Teve até investidor vendendo ações a descoberto", contou o operador de um grande corretora paulista, que preferiu não se identificar.

Os compradores ofereceram 30,47 reais por ação preferencial da holding, papel que era negociado na casa dos 24 reais na Bovespa nesta sessão. O preço fixado na OPA para as ações preferenciais da operadora, de 23,42 reais, também estava bem acima dos pouco mais de 18,80 reais no mercado à vista.

A transação faz parte do processo de aquisição do controle da Brasil Telecom pela Oi TNLP4.SA. As ações não adquiridas no âmbito da OPA devem ser recompradas no mercado à vista.

(Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Daniela Machado)