Lula conversa com premiê australiano sobre crise financeira

quarta-feira, 22 de outubro de 2008 21:12 BRST
 

BRASÍLIA, 22 de outubro (Reuters) - O primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, telefonou nesta quarta-feira, por volta das 18 horas, para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para conversar sobre a crise financeira global, disse fonte do governo.

Rudd teria dito ser importante que a reunião sobre a crise entre o G8 e as principais nações emergentes, proposta pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, realmente ocorra, e que o Brasil e a Austrália possam expressar seus pontos de vista.

O premiê australiano afirmou também que as negociações da Rodada de Doha devem fazer parte da pauta da reunião.

Para Rudd, os países que participarão do encontro devem chegar com pauta definida sobre a liberalização do comércio mundial. Para tanto, recomendou que os ministros se mantenham em contato para acertar essa agenda.

Também nesta quarta-feira, Lula ligou para Evo Morales para cumprimentá-lo pelo acordo com a oposição que viabiliza a realização do referendo para a nova Constituição do país. Segundo a fonte do governo, Lula afirmou que o entendimento representa "um êxito extraordinário" e confirma a "liderança" do presidente boliviano.

Para Lula, o acordo reduzirá as tensões e dará mais tranquilidade para que Evo execute suas políticas. A fonte do governo disse ainda que Evo teria elogiado a liderança exercida pelo presidente brasileiro na União das Nações Sul-Americanas (Unasul), que apoiou o governo boliviano na crise com a oposição.

(Reportagem de Fernando Exman, Edição de Mair Pena Neto)