País pode crescer menos se cena externa piorar--Mantega

terça-feira, 22 de janeiro de 2008 18:52 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitiu nesta terça-feira que o crescimento da economia brasileira pode sofrer uma desaceleração caso o cenário externo se agrave. Ele ressaltou, porém, que continua apostando numa forte expansão do país.

"Se houver alguma coisa internacional mais forte, poderá haver uma pequena desaceleração, mas eu aposto em crescimento robusto da economia brasileira em 2008, apesar da turbulência", disse a jornalistas.

Mantega afirmou que a crise ainda não chegou ao Brasil, mas reconheceu que pode chegar. Segundo ele, o país não tem problemas de solvência e o sistema bancário não está sofrendo com falta de liquidez.

Para o ministro, no futuro o que pode haver é um impacto sobre o preço das commodities devido ao esperado enfraquecimento da economia global.

Mais tarde, ao visitar o presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), Mantega procurou manter o tom otimista, mas ainda com cautela.

"Eu não perco o sono por causa da crise, porque a crise não é aqui no Brasil. Mas, claro, durmo com um olho aberto e o outro fechado", disse Mantega a jornalistas.

(Por Isabel Versiani)