CONSOLIDA-Economia da zona do euro dá sinais de resistência

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008 14:30 BRT
 

Por Nigel Davies

LONDRES, 22 de fevereiro (Reuters) - A economia da zona do euro mostrou sinais de resistência nesta sexta-feira, com a atividade no importante setor de serviços se recuperando em fevereiro do patamar mais baixo em quatro anos e mio. Mas a fraqueza no segmento manufatureiro trouxe um sinal de alerta.

Economistas consideraram essas duas pesquisas, além de outras como a que mostra forte queda no gasto do consumidor francês em janeiro, uma confirmação de que a economia está desacelerando mas pode evitar uma queda dramática --ao contrário das expectativas para os Estados Unidos.

"Enquanto os EUA estão perigosamente se aproximando de uma recessão..., a economia da zona do euro continua perdendo fôlego", afirmou Holger Schmieding, economista-chefe para Europa do Bank of America.

"Até agora, no entanto, a desaceleração parece ordenada."

O crescimento do setor de serviço se recuperou em fevereiro. O índice RBS/NTC subiu de 50,6 em janeiro para 52,3 --superando a previsão de analistas.

Já a leitura do setor manufatureiro caiu de 52,8 para 52,3, mas continuou acima da marca de 50,0 que separa crescimento de contração.

O escritório de estatísticas da França informou que o gasto do consumidor na segunda maior economia da zona do euro caiu fortemente em janeiro.