Bush declara estado de emergência na Califórnia por incêndios

terça-feira, 23 de outubro de 2007 08:35 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - O presidente norte-americano, George W. Bush, autorizou nesta terça-feira que as agências federais coordenem trabalhos de socorro nas áreas afetadas por incêndios no sul da Califórnia. Bush declarou que a região enfrenta um estado de emergência.

A autorização presidencial determina que a agência de administração de emergências (FEMA, na sigla em inglês) coordene "todos os esforços de socorro" na área afetada, de acordo com comunicado divulgado pela Casa Branca.

De acordo com a nota, as medidas de emergência, que incluem assistência federal direta, terão 75 por cento de recursos federais.

Os incêndios atingiram uma enorme área da Califórnia, destruíram cerca de 700 casas e provocaram a retirada de milhares de pessoas de suas residências.

Nos últimos dois dias, ao menos 13 incêndios espalharam-se pela metade sul do Estado. Algo em torno de 81 mil hectares de terra já queimaram, uma pessoa morreu e mais de 30 ficaram feridas.

(Por Dane Hamilton)

 
<p>Bombeiros tentam combater o fogo em uma casa que foi incendiada em Poway, na Calif&oacute;rnia. O presidente norte-americano, George W. Bush, autorizou nesta tera-feira que as agncias federais coordenem trabalhos de socorro nas reas afetadas por incndios no sul da Califrnia. Bush declarou que a regio enfrenta um estado de emergncia. Photo by Fred Greaves</p>