BC chinês diz que vai tomar novas medidas de aperto monetário

terça-feira, 23 de outubro de 2007 10:08 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - O banco central da China afirmou nesta terça-feira que vai adotar medidas de aperto monetário para manter o crescimento do crédito sob controle e vai pressionar por reformas como a transformação gradual do iuan em uma moeda totalmente conversível.

Resumindo as instruções que vai receber do recente Congresso do Partido Comunista, o BC chinês afirmou que, na condução da política monetária, é preciso considerar as metas de crescimento econômico, emprego, estabilidade monetária e balanço de pagamentos internacionais.

"(Precisamos) aumentar o aperto e manter o crescimento monetário e do crédito em um ritmo razoável", escreveu o banco central em seu site na Internet.

O BC tem se envolvido em uma longa campanha contra o crescimento excessivo do crédito e da oferta de dinheiro. As taxas de juros foram elevadas cinco vezes neste ano e os depósitos compulsórios em oito oportunidades.

Muitos economistas esperam um novo aperto em breve.

A agência de estatísticas deve divulgar o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre e outros indicadores para setembro na próxima quinta-feira. No passado, as medidas do BC chinês vieram logo após a divulgação de dados desse tipo.

Economistas ouvidos pela Reuters esperam um crescimento anualizado do PIB de 11,5 por cento no terceiro trimestre, abaixo da taxa de 11,9 por cento do segundo trimestre.

O banco central acrescentou que vai pressionar por reformas financeiras, como a introdução de novos produtos financeiros e a criação de um sistema de depósitos de seguros.

(Por Langi Chiang)