Tesouro dos EUA repete apelo por valorização da moeda chinesa

terça-feira, 23 de outubro de 2007 10:50 BRST
 

WASHINGTON, 23 de outubro (Reuters) - O secretário do Tesouro norte-americano, Henry Paulson, repetiu nesta terça-feira que a China precisa deixar sua moeda se valorizar mais rapidamente e alertou que as relações entre os dois países estão ameaçadas com o aumento do protecionismo.

"As autoridades dos dois países precisam resistir ao impulso de descartar os ganhos de longo prazo da abertura econômica para perseguir retornos de curto prazo e mal conduzidos", disse em comentários preparados para discurso em conferência sobre as relações entre Estados Unidos e China.

Ele afirmou que as projeções de crescimento equilibrado na China e no mundo seriam muito maiores se a China permitisse a valorização do iuan mais rapidamente e deixasse os mercados definirem a taxa de câmbio no médio prazo.

"Acelerar a taxa de valorização e introduzir a flexibilidade vai ajudar a China a lidar com os desequilíbrios gerados na economia e vai tornar a política monetária muito mais efetiva contra a inflação", disse Paulson.