Bear Stearns vê alta de UNIBANCO acima da média do mercado

terça-feira, 23 de outubro de 2007 12:56 BRST
 

SÃO PAULO, 23 de outubro (Reuters) - A corretora Bear Stearns informou nesta terça-feira que retomou a cobertura dos bancos brasileiros Unibanco UBBR11.SA, Bradesco BBDC4.SA e Itaú ITAU4.SA, com indicação de compra das ações do primeiro dos três.

O Bear recomenda aquisição dos American Depositary Receipts (ADRs) do Unibanco UBB.N, com preço-alvo de 188 dólares para os papéis. Às 12h49 (horário de Brasília), os ADRs do Unibanco em Nova York subiam 4,71 por cento, para 144,92 dólares. Na Bovespa, as ações do banco avançavam 3,58 por cento, para 26,05 reais.

"Em nossa opinião, o Unibanco está bem posicionado para manter um retorno sobre o patrimônio de 20 a 25 por cento nos próximos anos, dada sua flexibilidade acima da média de reduzir os custos de captação, melhorar a eficiência operacional, e do esperado crescimento da carteira de crédito", escreveu em relatório Saul Martinez, analista que acompanha o setor bancário latino-americano pelo Bear.

Martinez observa ainda que o valor de mercado do Unibanco não reflete de forma adequada o preço de sua participação de 23,2 por cento na Redecard RDCD3.SA, que recentemente fez oferta pública de ações na Bovespa.

A visão positiva para o Unibanco não considera prêmio por uma potencial aquisição do banco. Na visão do Bear, a instituição financeira seria alvo em meio à consolidação da indústria.

Já para os ADRs de Bradesco BBD.N e Itaú ITU.N o Bear vê desempenho em linha com a média do mercado, com preços-alvos de 36 dólares e 31 dólares, respectivamente. Os ADRs do Bradesco avançavam 4,47 por cento, para 31,29 dólares, enquanto os do Itaú registravam valorização de 2,99 por cento, a 26,56 dólares.