Greenspan: Flexibilidade reduz chances de recessão nos EUA

sexta-feira, 23 de novembro de 2007 11:14 BRST
 

OSLO (Reuters) - O ex-chairman do Federal Reserve Alan Greenspan afirmou nesta sexta-feira que as chances de uma recessão nos Estados Unidos poderiam estar acima de 50 por cento não fosse a flexibilidade da economia do país.

"A probabilidade de uma recessão seria maior do que 50 por cento não fosse o notável grau de flexibilidade (da economia)", afirmou Greenspan, durante discurso em um encontro financeiro na capital da Noruega.

O ex-chefe do banco central norte-americano também disse que o impacto inflacionário do dólar fraco varia com o tempo.

"É preciso se perguntar quais são as consequências inflacionárias do dólar enfraquecido. As vezes elas não são importantes, outras vezes elas são muito importantes", disse.

Mais cedo, Greenspan disse que os mercados entenderam que os preços de moradias nos Estados Unidos ainda estão caindo. Mas ele acrescentou que o setor corporativo dos EUA caminha "notavelmente bem".

"Os mercados estão começando a entender que o declínio dos preços de moradias nos EUA não vai parar. Isso é sem precedentes nos últimos 50 anos".

 
<p>Greenspan: Flexibilidade reduz chances de recess&atilde;o nos EUA. O ex-chairman do Federal Reserve Alan Greenspan afirmou nesta sexta-feira que as chances de uma recess&atilde;o nos Estados Unidos poderiam estar acima de 50 por cento n&atilde;o fosse a flexibilidade da economia do pa&iacute;s. 23 de novembro. Photo by Yuri Gripas</p>