Acordo Telefónica-Telecom Italia é aprovado com restrições

terça-feira, 23 de outubro de 2007 15:13 BRST
 

Por Renata de Freitas

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente da Telefônica no Brasil, Antônio Carlos Valente, afirmou que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou com restrições nesta terça-feira a entrada da Telefónica no capital da Telecom Italia.

O executivo informou à Reuters, por telefone, que ainda desconhecia quais serão as restrições impostas pelo órgão regulador brasileiro e que aguardava entrevista da direção da Anatel para obter detalhes.

"Estamos muito contentes, vamos aguardar a coletiva para obter detalhes de como foi concedida a anuência prévia", disse.

A entrevista da Anatel está marcada para as 16h30.

O parecer da Anatel sobre o negócio internacional é necessário porque Telefónica e Telecom Italia operam serviços de telefonia celular no Brasil --Vivo e TIM --, que se sobrepõem em várias áreas. A legislação brasileira não permite que isso ocorra sob o comando de um mesmo grupo societário.

No final de abril, a Telefónica, o banco italiano Intesa Sanpaolo, a seguradora Generali e o banco de investimento Mediobanca fecharam acordo para adquirir uma participação indireta de controle de 18,1 por cento na Telecom Italia, junto à Pirelli .

Pelos moldes do negócio, a Telefónica ficará com uma participação de cerca de 7,6 por cento na Telecom Italia.

A decisão da Anatel era amplamente esperada no exterior, já que é condição para o pagamento à Pirelli pelos compradores.

(Colaborou Alberto Alerigi Jr.)