Oferta de GNL não preocupa PETROBRAS, que confirma cronograma

sexta-feira, 23 de novembro de 2007 17:17 BRST
 

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO, 23 de novembro (Reuters) - A Petrobras (PETR4.SA: Cotações) está confiante em conseguir fechar contratos de compra de GNL (gás natural liquefeito) para atender o mercado brasileiro já a partir de 2008, apesar da grande demanda internacional pelo combustível, afirmou nesta sexta-feira a diretora de Gás e Energia da estatal, Graça Foster.

A companhia manteve o cronograma para os projetos de unidades de regaseificação de GNL no Brasil e espera poder colocar no mercado no primeiro semestre do ano que vem gás destas centrais.

Graça Foster afirmou que cinco pré-contratos já foram assinados para o fornecimento de GNL. Esses documentos garantem o direito de a estatal manter negociações com os fornecedores.

"As negociações em relação a preços e volumes estão em curso, mas são de alta confidencialidade. Não vamos falar se já fechamos", afirmou.

O mercado de GNL é bastante fechado e algumas fornecedoras impõem cláusulas de cancelamento de fornecimento no caso de divulgação de detalhes financeiros dos contratos.

A Petrobras recebeu nesta semana da Secretaria de Meio Ambiente do Rio a licença ambiental para instalação do primeiro terminal de regaseificação, na Baía de Guanabara.

A unidade terá capacidade para produzir até 20 milhões de metros cúbicos por dia de gás a partir de GNL e ficará pronta em maio de 2008.

Também em maio será concluída a obra do terminal de Pecém, no Ceará, com capacidade para produzir 7 milhões de metros cúbicos por dia.   Continuação...