RPT-BOVESPA-Petrobras e Embraer puxam perda; Nossa Caixa dispara

sexta-feira, 23 de maio de 2008 11:44 BRT
 

SÃO PAULO, 23 de maio (Reuters) - Passado o feriado de Corpus Christi, a Bolsa de Valores de São Paulo enfrentava perdas nesta sexta-feira enquanto investidores vendiam ações para alinhá-las aos preços dos ADRs de empresas brasileiras que recuaram na véspera acompanhando a tendência de Wall Street.

Puxado por quedas mais expressivas de Petrobras e Embraer, o Ibovespa .BVSP recuava 1,7 por cento, aos 71.087 pontos, às 11h40. O giro financeiro na bolsa era de 1,98 bilhão de reais.

Os papéis preferenciais da Petrobras (PETR4.SA: Cotações), carro-chefe da bolsa paulista, recuavam 4,25 por cento, para 50,27 reais. Na quinta-feira, o ADR da companhia teve baixa de cerca de 4 por cento.

"O mercado está fazendo valer o ditado: comprar no boato e realizar no fato", disse o operador André Hanna, da corretora paulista Interfloat. Em maio, as ações acumulavam alta de 25 por cento, em meio a especulações de que a companhia estava prestes a divulgar a descoberta de um novo campo de petróleo na Bacia de Santos, o que foi confirmado na quarta-feira à noite.

Outro destaque negativo nesta manhã eram os papéis ordinários da Embraer (EMBR3.SA: Cotações), com desvalorização de 5,4 por cento, a 15,75 reais, acompanhando o pessimismo mundial com o setor áereo.

Nesta sexta-feira, a agência Standard & Poor's colocou em observação negativa os ratings de nove companhias aéreas dos Estados Unidos, prevendo que elas terão mais dificuldades financeiras devido à escalada dos preços dos combustíveis.

Na véspera, o barril do óleo atingiu a inédita marca de 135 dólares. A cotação perdeu força no final, mas se recuperava nesta manhã e voltava a 132 dólares.

O temor de que a continuidade dessa ascensão pressione a inflação dos EUA empurrava Wall Street para baixo pela segunda sessão seguida. Na Bolsa de Valores de Nova York, o índice Dow Jones .DJI recuava 0,9 por cento.

Num dia menos vistoso do mercado, as ações ordinárias do Banco Nossa Caixa BNCA3.SA se destacavam com um salto de 31,5 por cento, a 36,30 reais, no primeiro pregão após o anúncio de que está em conversações para ser comprado pelo Banco do Brasil, cujas ações ordinárias BBAS3.SA caíam 1,2 por cento, a 28,80 reais.   Continuação...